COVID-19 & Fluvoxamina: Um Estudo de Caso Informal no Golden Gate Fields

Updated: Mar 29

Situado entre o barulho da rodovia I-80 e a calma baía de São Francisco, um pequeno oásis verde onde atletas de elite, humanos e de cavalos, competem por prêmios. No Golden Gate Fields, Jockey Club local, existe uma tradição de velocidade, personalidades e exibição que captura a atenção mundial por anos.

A beleza e a habilidade desses animais majestosos depende da sua saúde e de treinamento, e somente os melhores são aceitos. Os jockeys são tratados com cuidados ainda maiores, pois suas habilidades influenciam os resultados das corridas. Sendo um esporte perigoso, existe um time de médicos locais com alta formação para qualquer problema que exista, algo necessário para que tenham a aprovação da NTRA.

Houve um problema mais complicado que cair do cavalo: No fim de outubro de 2020, o novo coronavírus chegou entre os empregados, afetando os dormitórios e os estábulos. Felizmente, a resposta do time médico permitiu que muitos se recuperassem de COVID-19 e voltassem ao trabalho. Então como eles conseguiram se recuperar?


A vida na pista de corrida


A pista de corrida é um lugar muito agitado. Com aproximadamente 500 empregados, a maior parte vive em dormitórios próximos, se juntam nos cafés locais, nas lavanderias e nos banheiros. E a proximidade não é somente nos locais de moradia comum, mas cuidar dos cavalos impede de manter o distanciamento ideal para evitar a transmissão do vírus.


Muitos dos melhores trabalhadores empregados pelo Golden Gate Fields (GGF) vieram de de outros países como: México, Guatemala, e do Vale Central da Califórnia. Esses imigrantes têm sido um dos grupos mais vulneráveis a ficarem severamente doentes durante a pandemia.


O Surto


No começo da pandemia de COVID-19, o governo local suspendeu as corridas no GGF, porque seria impossível manter o distanciamento correto.

Após seis semanas, eles reabriram, dessa vez com medidas de segurança que melhoraram o distanciamento, e guias de como lavar as mãos e usar máscaras. Essas novas regras foram monitoradas e o descumprimento resultou em oito multas, causadas pelo uso da máscara de maneira incorreta. Com a adição de avisos em inglês e espanhol, essas novas regras protegeram os funcionários por algum tempo.


Os primeiros casos eram assintomáticos, e no fim de outubro, trabalhadores de um estábulo específico começaram a testar positivo e foram isolados do resto dos trabalhadores. Logo mais, casos começaram a ser identificados em diversos estábulos, e diversos grupos foram identificados no Jockey Club.


Como a maior parte dos casos não tinham sintomas, o vírus se espalhou. E depois de 24 casos positivos, as corridas foram suspensas e todos no GGF foram testados para verificar se tinham pego COVID-19.


Os resultados mostraram que quase 200 pessoas estavam infectadas. Todos os trabalhadores que testaram positivos foram isolados em hotéis. Isso deixou o Jockey quase vazio, com o estábulo completamente sem trabalhadores.


O médico responsável, Dr. Seftel, recomendou o uso de Fluvoxamina depois de ler o artigo que tinha sido recentemente publicado no Jornal da Associação Médica Americana (JAMA).


Fluvoxamina é suportado por um grupo de investidores e cientistas criado para tentar ajudar na descoberta de tratamentos para COVID-19 chamado Fundo para o tratamento precoce de COVID-19. Esse fundo foi criado por Steve Kirsch e organizado por um time de médicos. Fluvoxamina é normalmente usada para tratar pessoas com transtornos obsessivos compulsivos, e chamou atenção durante a pandemia por ajudar pacientes com COVID-19 evitar hospitalização.


Os trabalhadores que testaram positivo para COVID-19 foram oferecidos a escolha de tomar Fluvoxamina ou esperar os sintomas passarem. Aproximadamente metade escolheu tomar Fluvoxamina, nesse grupo todos se recuperaram e ninguém foi hospitalizado. No grupo que decidiu não tomar Fluvoxamina, acabou com seis hospitalizados e 1 morto.


O Jockey hoje


As corridas voltaram em Janeiro, e apesar da pista estar fechada para o público, os fãs podem ver as corridas usando o GGF app. Os empregados na pista de corrida agora são testados regularmente, e a densidade dos dormitórios foi diminuída.


Enquanto isso, a pandemia contínua nos Estados Unidos. A Califórnia sofreu com um surto pós festividades em Janeiro, e enquanto a vacinação tem ajudado, a velocidade da vacinação tem sido mais lenta que em outros estados americanos.


Hoje, o Golden Gate Fields serve como um lugar de vacinação drive-thru para a cidade de Berkeley. O lugar está priorizando aqueles mais vulneráveis à hospitalização.


(Ler em inglês)


(Ler em espanhol)



9,636 views0 comments

Recent Posts

See All

© Copyright SpaceshipOne LLC  2021